FÓRUM EVANGÉLICO
Paz do Senhor Jesus.

Por favor, cadastre-se e ajude-nos a manter uma boa colocação no google, espalhando com isso, o evangelho do Senhor Jesus, para juntos, mostrarmos que o verdadeiro evangelho, não se parece nem um pouco com o que vem ocorrendo hoje.

Toda Honra e Glória ao Senhor,
Equipe Apologética

SANTIDADE OU FALSO MORALISMO?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SANTIDADE OU FALSO MORALISMO?

Mensagem  Equipe Apologética em Seg Jan 30, 2012 10:20 am



SANTIDADE OU FALSO MORALISMO?


Você já se deu conta que a maioria absoluta dos crentes são falsos moralistas? Todo mundo condena tudo, ou proíbe tudo, desde ouvir uma música da Legião Urbana até comer em restaurante japonês. Isso, passando pelo caminho que não esbarre com gays, prostitutas, gente que não professa a mesma religião que a nossa. Não sabemos lidar com o diferente, então nossa saída é impor o moralismo como capa de santidade.

Às vezes cheg aqui e vejo noticias de falsa moralidade, falando que tem problemas com pornografia e se masturba 5 vezes por dia, ou uma carta que diga que o camarada tem tendências homossexuais e que adora alisar homem… Qual a resposta dos crentes? “Ta amarrado vá se converter filho do diabo“.

Prefiro responder partindo do entendimento de que eu e você temos a mesma capacidade de cometer pecados ainda piores do que os que essas pessoas cometeram. O moralismo não converte ninguém, no máximo troca a roupa do camarada e prende ele num mar de regras. Sobre isso Mark Driscoll diz o seguinte: “A verdade é que estamos mais preocupados com a nossa imagem do que em imitar a Jesus na questão do amor aos perdidos.” Sejamos imitadores de Cristo e não juízes do próximo.

Uma palavra que está longe dos púlpitos hoje é sobre a santidade, sem a qual ninguém verá o Senhor, esta palavra não é popular, não traz público, porque afeta diretamente a conduta de cada cristão, interfere na vida pessoal porque é uma palavra que mostra o absoluto de Deus, e por este motivo está sendo sutilmente rejeitada.

Pensando sobre a santidade, veio-me a mente: “qual o entendimento comum de santidade?” Entre as conversas que tenho presenciado sobre o assunto, santidade está ligada a aspectos morais, pensa-se que ser santo ou estar santificado é deixar as coisas imorais. Para mim os conceitos morais estão ligados diretamente a religiosidade, penso que Deus não está preso aos aspectos morais, não que Ele seja amoral, não é isso, mas ser santo não tem nada a ver com moralidade, ainda que o ser santo apresente aspectos morais, mas não é vivendo a moralidade que sejamos santos, se fosse assim há muitas pessoas que não tem vida com Deus e vive uma vida moral excelente, eles seriam santos.
A Palavra de Deus nos exorta para que sejamos santos assim como Ele é santo (Levitico 11:44,45; 19:2 e I Pedro 1:16), não temos um mandamento para sermos morais porque Ele é um ser moral. O ser santo não depende de ser moral ou não, mas sim de ser santo assim como Ele é santo.

Para ampliarmos o nosso entendimento sobre santidade que é o ato de ser santo, necessitamos entender um pouco mais sobre a palavra “santo”. Segundo J.I.Packer (vocábulos de Deus) define a palavra santo segundo o Hebraico qadosh e no grego hagios, expressam a idéia de separação ou a de ser separado. Ser santo significa que devemos ser separados, mas afinal como ser separado. Quando pensamos em algo separado para algum proveito, necessariamente devemos fazer duas perguntas: a primeira é: ser separado do que? E a segunda: ser separado para que? A resposta mais simples para essas perguntas são: Ser separado do mundo, para uso exclusivo de Deus.

O problema em questão para ser santo está no fato de que se algo foi utilizado para uso indevido como, por exemplo: Se utilizarmos uma esponja para limpar banheiro, certamente não a utilizaremos para limpar pratos, porque a esponja está contaminada e se limparmos o prato contaminaríamos o mesmo. Para podermos usar essa esponja contaminada seria necessário purificá-la para poder ser utilizado em outro serviço.

Assim, o ser humano está contaminado pelo pecado, precisando ser purificado para poder ser santo ou separado, conforme o Apóstolo Paulo diz: "se alguém se purificar dessas coisas, será utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor...”(II Timóteo 2:21).



E no mais, tudo na mais santa paz!

Adalberto Reque

Equipe Apologética
Admin

Mensagens : 148
Pontos : 426
Data de inscrição : 11/11/2011
Localização : RUA CORONEL XAVIER DE TOLEDO, 65 - LOJA 8D - CENTRO - SÃO PAULO

Ver perfil do usuário http://www.forumevangelico.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum